O Homem do Sorriso de US$ 1.000.000,00 (Um Milhão de Dolares)

>> quinta-feira, 13 de março de 2008

Retirado do METAMORFOSE DIGITAL

Um famoso produtor de filmes de Hollywood estava ocupado na seleção do protagonista de seu próximo filme, e encontrava-se à beira da frustração porque nenhum dos atores que tinham se apresentado até então não conseguiram satisfazê-lo por completo.


De repente entrou no teatro um jovem mensageiro, entregou sua mensagem e despediu-se com um sorriso. O produtor registrou toda a cena à distância, em silêncio. Chamou a seu assistente e ordenou-lhe que alcançasse ao jovem mensageiro e o fizesse regressar.

- "Já tenho o próximo protagonista" - assegurou.

Seus colegas olharam-no incrédulos. Ao casting tinham-se apresentado atores de renome, alguns já consagrados e, no entanto, este produtor se mostrava entusiasmado por um jovem mensageiro... ao que nem sequer tinham tomado uma prova de sua atuação!

- "Tem certeza disso?" - perguntaram incrédulos.

- "Senhores, esse sorriso que acabo de ver vale um milhão de dólares! E não estou disposto a perdê-lo por nada." - disse, como dando por finalizada a discussão.

Seu assistente alcançou o jovem mensageiro, mas teve que se esforçar para convencê-lo de que não estava caçoando quando lhe disse que um produtor de filmes tinha mandado chamá-lo.

Aquele jovem tinha arrumado o serviço de mensageiro porque foi a única coisa que conseguiu para estar próximo a seu íntimo sonho de ser ator de cinema. Alguns anos atrás tinha atravessado todo o país de costa a costa, desde New Jersey no extremo Leste, até a Califórnia no Oeste perseguindo sua ilusão de se dedicar à atuação.

Até esse dia só tinha conseguido pequenos papéis secundários em filmes de muito baixo orçamento e mal tinha conseguido juntar dinheiro necessário para cobrir as aulas de atuação. E agora via se frente a frente com um dos mais importantes produtores do cinema.

O rapaz custou a acreditar quando o produtor falou de sua convicção e ainda estava se repondo do choque inicial quando chegaram à parte onde deviam acertar o salário.

- "Te pagaremos 11.000 dólares" - disse o produtor.

Não era nada mau por apenas algumas poucas semanas de trabalho, ainda mais para quem vivia economizando centavos para sobreviver, mas o jovem havia recém divorciado e tinha uma pequena filha para pagar pensão alimentícia e além disso ele sempre fora um pouco atrevido, assim tomou coragem, abraçou o produtor e, para que ninguém mais notasse que estava rogando um aumento, lhe disse ao ouvido:

- "Poderiam ser 11.500? Por favor, tenho uma filha pequena para alimentar".

- "Filho, então serão 12.500!"

- "Obrigado! Muito obrigado! Jamais me esquecerei disto!"
- prometeu-lhe o mensageiro ao ouvido.

Com os "vais e vens" da vida, converteram-se em amigos inseparáveis e o produtor, mais tarde, veio a cair em desgraça, enquanto o mensageiro, dono do sorriso de um milhão de dólares, converteu-se num grande ator, muito famoso.

E foi neste momento de infortúnio que o produtor recebeu um chamado do agora consagrado ator o convidando para que o acompanhasse à próxima entrega dos prêmios da Academia, o Oscar, ao que tinha sido novamente indicado. O produtor não queria ir já que a última vez que tinha assistido a essa festa um de seus filmes competia em várias categorias, esta vez no entanto, quase ninguém nem recordava seu nome.

Quase ninguém... seu amigo, o mensageiro que tinha prometido não se esquecer jamais, cumpria a sua palavra.

- "Quero que caminhe no tapete vermelho a meu lado" - lhe disse por telefone.

Naquela noite, após a cerimônia, na festa baile promovida pela Academia para homenagear a todos os indicados e os ganhadores, o ator caminhou mesa por mesa com sua mão apoiada no ombro do desafortunado produtor como para lhe devolver a confiança, dizendo a quem quisesse escutar:

- "Este é o melhor produtor que há na indústria de filmes, e ele é meu melhor amigo".

O produtor recorda essa noite como um dos melhores momentos de sua vida. Só um dos melhores..., porque tiveram outros.

Em outra ocasião, o produtor sofreu um derrame que o levou direto ao hospital. Numa noite, enquanto ainda permanecia na Unidade de Tratamentos Intensivos, acorda e vê seu amigo parado na porta com seu sorriso de um milhão de dólares reluzente em sua face.

- "E daí, está pronto para outra?" - ele disse.

Duas enfermeiras e um encarregado de segurança chegaram e ordenaram que ele saísse dali.

- "Você pode ser muito famoso lá fora, mas aqui dentro há regras que todos devem respeitar, sua permanência aqui é proibida!" - gritaram.

O ator, longe de intimidar-se, olhou seu amigo convalescente e piscando um olho disse:

- "Regresso em vinte minutos". Exatamente nesse tempo regressou, sentou-se com as enfermeiras, os auxiliares de limpeza e o pessoal da segurança e compartilharam as 20 pizzas que ele havia trazido. O consagrado ator, famoso mundialmente, em lugar de estar num lugar glamouroso, desfrutando das regalias de sua vida privilegiada, estava ali, na madrugada, compartilhando uma pizza com trabalhadores anônimos para poder ter o direito de estar ao lado de seu amigo, simplesmente cumprindo sua palavra.

Outro momento inesquecível que este produtor fica fascinado em mencionar é o seguinte:

Quando ele estava "por baixo", teve que tomar uma das decisões mas tristes de sua vida: vender sua formosa mansão, onde tinha vivido por quase vinte anos. No entanto, quando a roda da vida completou mais uma volta, a fortuna voltou a lhe sorrir novamente e suas produções começaram a figurar entre as de mais sucesso, sentiu que uma excelente maneira de completar o ciclo era recuperar sua mansão.

Entrou em contato com o novo dono várias vezes, mas este, um acaudalado francês, presidente de uma grande companhia, que residia em Montecarlo, se negava sistematicamente. Num dia, compartilhou essa frustração com seu amigo, o dono do sorriso de um milhão de dólares.

Depois de um tempo, inexplicavelmente, o milionário francês, finalmente concordou em vender a propriedade ao produtor e quando ele reingressou pela primeira vez na sua mansão, encontrou um desenho de seu amigo ator que dizia:

- "Seja bem vindo a sua vida novamente meu lindo!"

O agora novamente afamado produtor perguntou se ele tinha algo que ver com a mudança de opinião do francês e o ator lhe confessou que sim, que tinha voado a Montecarlo, pediu para falar com o multimilionário, e este concordou em atendê-lo só por quinze minutos, enquanto barbeava-se!

Ali estava o ator, igualmente multimilionário, mundialmente reconhecido, no banheiro com um desconhecido lhe rogando que lhe revendesse a casa à pessoa que lhe tinha dado seu primeiro trabalho importante como ator. Em determinado momento ajoelhou-se e rogou que atendesse ao seu pedido. O francês sem conseguir entender a situação perguntou:

- "Você está-me dizendo que voou desde sua casa até aqui só para me pedir que lhe venda minha casa a seu amigo?"

- "Isso é exatamente o que estou fazendo."

- "Prometo pensá-lo.
- disse.

Já era um avanço.

Durante todo aquele verão o multimilionário francês segredou a seus amigos que um ator consagrado tinha lhe implorado de joelhos dentro de seu banheiro.

- "Ele cumpriu sua palavra. Jamais se esqueceu. Ele é bem mais que um amigo, ele é parte de minha vida, minha alma até"- diz hoje o produtor.

O produtor é Robert Evans, responsável por filmes como "O bebê de Rosemary", "The Cotton Club" ou o "Poderoso Chefão". O ator, é o que mais vezes foi indicado, 12 vezes, ao Oscar na história.

Ganhador em 3 ocasiões. Tem um dos mais altos salários de Hollywood. Possui uma das coleções privadas de arte mais valiosas do mundo (vários Renoir, Van Gogh e até um Picasso pendurado no banheiro).

Sua fortuna é avaliada em mais de 1,5 bilhões de dólares. No entanto, seus amigos coincidem em que sua maior posse, o que ele tem de mais valioso, é a sua palavra.

Seu nome, Jack Nicholson.

Jack Nicholson 01
Jack Nicholson 02
Jack Nicholson 03
Jack Nicholson 04
Jack Nicholson 05
Jack Nicholson 06
Jack Nicholson 07
Jack Nicholson 08
Jack Nicholson 09

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Intense Debate Comments

About This Blog

Lorem Ipsum